No domingo 2 de abril, que começou chuvoso, tivemos a 1ª Etapa Interna de Tiro Defensivo do CMVM no 11º GAC.

Mergulhão, Delegado Regional da CBTD, aproveitou para entregar o Certificado da IDSC de Defensive Shooting Officer aos concludentes do último curso de árbitro.

Depois, em cada uma das três pistas, foi passado o brieffing.

Note que apenas o brieffing da pista com elementos como tempo do primeiro disparo, se com traje de ocultação de arma ou não e detalhes de como resolver alguns alvos, técnicas Moçambique, prioridade tática e sequência tática.

Nenhuma técnico é explicada, apenas informada. Depreende-se que o Atirador de IDSC conhece as regras.

A primeira pista foi bastante interessante, pois iniciava neutralizando um alvo com a técnica Moçambique, empregada quando o oponente está de colete: dois disparos no peito e um na cabeça.

Depois, prossegue atirando em três alvos de metal em volta de um refém que tem de serem atingidos caminhando.

Cada paradinha na hora do disparo foi penalizada com um EP (Erro de Procedimento).

Como o espaço do 11 GAC não é próprio para o Tiro Defensivo (pistas tipo cenário) adaptaram muito bem e a segunda pista era um exercício onde não era necessário traje de ocultação da arma.

Uma sequencia de 4 alvos que eram resolvidos de 15, 10 e 5 metros, tenda uma recarga sempre na passagem de uma linha de tiro para a outra.

A primeira, mais distante, tiro com empunhadura dupla.

A segunda com a mão forte e a última, mão fraca.

A última pista, Pepito que a desenhou, conseguiu até um telefone celular.

O atirador começa de costas para os alvos, falando ao celular (mão forte) e segurando uma pasta (mão fraca) que não pode largar.

Ao sinal sonoro, solta o celular, vira-se, saca e resolve as ameaças com prioridade tática no mais distante, armado de arma de foto, e os dois mais próximos, com facas, em sequência tática.

O Trotti ficou na apuração e ao final da competição já tivemos os vencedores...

Agora, no próximo fim de semana, teremos a 1ª Etapa do Estadual na ATDC que também serão as Seletivas para o Campeonato Brasileiro, onde cada competidor para se credenciar terá de ter competido em pelo menos duas Seletivas.

 

Joomlashack