Ocorreu dia 3 de dezembro no Quartel do 11 GAC a 2ª Etapa Interna de IDSC no CMVM. 

 

 

Mais uma vez os associados do Círculo Militar da Vila Militar se reuniram no Quartel do 11º Grupo de Artilharia de Campanha, Grupo Montese, para a realização de mais uma prova de Tiro Defensivo.

 

O tiro esportivo tem muitas modalidades, começando no Tiro Olímpico que é o tiro parado de precisão, Tiro ao Prato, para armas longas e, dos tiros em movimento temos o Tiro Prático conhecido pela sigla IPSC da Confederação Internacional e o nosso Tido Defensivo, mais recente, também conhecido pela sigla de sua Confederação Internacional a IDSC.

 

 

O Tiro Prático prestigia a velocidade enquanto o Defensivo, a precisão e baseada em cenários reais, obriga seu atirador atirar sempre que possível abrigado.

 

 

No IDSC a exposição ao alvo acarreta um Erro de procedimento de 4 segundos que é adicionado ao seu tempo de prova. 

O CMVM no tempo do introdutor no Rio de Janeiro, Coronel de Artilharia Sergio de Carvalho Viga,  se utilizava do antigo estande do Campo de Instrução de Gericinó, que interditado no Comando do General Ramos, permanece até os dias atuais obrigando seus atletas a usarem o estande do 11 GAC que não se presta a criação de diversos cenários.

Enfim, na direção do Atleta Ivan de Aquino, os atiradores vão se defendendo com apenas uma pista de tiro mesmo para manterem a HABITUALIDADE requerida na Portaria 51/COLOG de 18 SET 2015.

 

 

 

 


 

Joomlashack