Saque Rápido Defensivo no CMVM

O Círculo (de Oficiais) Militar da Vila Militar foi o pioneiro no Estado do Rio de Janeiro na modalidade de tiro esportivo denominada TIRO DEFENSIVO.

Foi o saudoso Coronel de Artilharia Sergio de Carvalho Viga quem introduziu o TIRO DEFENSIVO no CMVM com a ajuda da CBTD (Confederação Brasileira de Tiro Defensivo e Caça) primeiro sob a égide da IDPA (International Defensive Pistol Association) e que posteriormente, pelo desinteresse dos americanos no Brasil desarmamentista, mudamos para a atual IDSC (International Defensive Shooting Confederation).

Já fazíamos lá o Saque Rápido Militar com cinco alvos com várias séries em distâncias e tempos diferentes.

Agora a CBTD introduziu o SRD (Saque Rápido Defensivo) com três alvos em sequencia tática, com séries a 12, 10, 7 e 5 metros, as duas primeiras com tempos de 10, 8 e 6 segundos, a de 7m com tempos de 8, 6 e 5 segundos e, uma última série, em apenas um alvo, com 3 disparos no peito e 3 na cabeça, em 4 segundos.

Tivemos um problema com os alvos, que, enviados pela Confederação, chegaram ao Rio de Janeiro mas não foram entregues à tempo da competição que ocorreu no domingo dia 15 de abril.

Graças à iniciativa do Ivan de Aquino, Diretor de Tiro do CMVM, improvisou imprimindo em casa de desenhos feitos no Corel DRAW!.  Não são iguais, mas com as mesmas medidas, atenderam perfeitamente.

 

E o regulamento do SRD fala em traje de ocultação além da arma (pistola) estar em condição 3, ou seja, alimentada mas não carregada...

Como nem todos estão familiarizados com nomenclaturas de tiro, temos três condições básicas que lembramos pela sigla MAC:

M: MUNICIADA, quando colocamos munição no carregador;

A: ALIMENTADA, quando colocamos o carregador na arma;

C: CARREGADA, quando acionamos o ferrolho (slide) colocando a munição na câmara.

 

 

Isso significa dizer que o atirador teria de sacar, puxar o ferrolho para engatilhar e disparar, tudo em boa velocidade.

Como foi a primeira vez que fizemos uma competição de SRD, com muitos atiradores iniciantes, e tendo ainda a dificuldade da condição 3 já explicada, autorizei que dispensassem o traje de ocultação, que seria mais uma dificuldade no saque.

 

 

A preocupação com segurança nunca é demais e o resultado prático da competição mostrou o alto nível de todos os atiradores que se portaram muito bem nessa primeira vez.

Além da improvisação dos alvos já explicada (Correios nunca entregam no prazo) normalmente usamos apenas 3 alvos e marcamos as diversas distâncias no chão.

Porém neste estande da Vila Militar (Gericinó, Rio de Janeiro) como é todo gramado, perderíamos todos os estojos necessários posteriormente para recarga.

A solução foi colocar mais alvos, nas distâncias regulamentares e atirarmos da pista coberta de concreto onde facilmente catamos os estojos em segurança.

 

 

 PRÓXIMA COMPETIÇÃO DE SAQUE RÁPIDO DEFENSIVO


 

Diferença entre esquerda e direita!

 

Perguntei para uma menina o que ela queria ser quando crescer. Ela disse que queria ser presidente.

Os pais, de esquerda, estavam em volta e perguntei “se você fosse presidente o que faria primeiro?”.

Ela respondeu “Eu daria comida e casas para todos os moradores de rua”. Os pais dela sorriram de orgulho e disseram: “bem vinda à esquerda!”

“Uau, que idéia ótima!” eu lhe disse. E continuei, “você não precisa esperar ser presidente para fazer isso. Você pode vir à minha casa, podar o jardim, varrer o quintal e eu te pago R$ 100. Depois te levo ao mercadinho onde ficam uns moradores de rua e você pode dar o dinheiro”.

Ela pensou um pouco, me olhou e perguntou: “porque o morador de rua não pode ir na sua casa, fazer o trabalho e você paga os cem reais para ele?”.

Eu sorri e disse: “Bem vinda à direita”.



--------------------------------------------------------

As eleições vem aí... Entendeu ou quer que eu desenhe????

 

 

 


 

Joomlashack